menu

Destaques

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

0 Resenha [conto] - A Velha do Tempo, de L. L. Alves


Olá, pessoas!

Quase no fim de 21017, mais um ano passando. Corrido, não é verdade?

Mesmo assim, vamos terminar de divulgar as leituras do ano para que possamos começar 2018 com o pé direito a "página par"!

resenha da vez é de um conto nacional: A velha do tempo, escrito pela nossa parceira talentosa L. L. Alves, e publicado na Amazon!




A velha do tempo
Editora: Amazon
Gênero: conto / ação / aventura / juvenil
Ano: 2017
41 p.

Sinopse:
Sorrir ou chorar? Lutar ou correr? Apesar de nunca terem dito que ela tinha a capacidade de vencer todos os obstáculos e ser a heroína de sua própria história, Elisa fará de tudo para tirar o feitiço que a Velha do Tempo lançou sobre seu mundo. Numa trajetória de aprendizado e conhecimento, a menina de doze anos aprenderá sobre aceitação, coragem e amor. Mas cuidado: ao adentrar o Mundo Reflexo, nada mais será como antes.

-
Com um enredo que remete às fábulas, a autora aborda temas presentes na vida de crianças, jovens e adultos. Os leitores perceberão que os desafios vivenciados por Elisa não são tão diferentes daqueles enfrentados por eles mesmos. Afinal, encarar o reflexo que nos fita no espelho é a batalha mais árdua de se vencer.


AMAZON | SKOOB


*Obra cedida pela autora no formato digital para resenha referente a parceria 2017. As opiniões são exclusivamente nossas. Não houve nenhum tipo de intervenção em nossos comentários.*



O Tempo.

O tempo é estranho. Dias, horas, meses, anos. Milionésimos de segundos. Éons infinitos. O tempo é a única escala que mede nossa existência, é o que nos dá continuidade e presença.

Em alguns dias, cinco segundos podem parecer infinitos; em outros, um ano parece ter se passado em uma noite. Na paixão, tudo acontece rápido demais; na guerra, o tempo se arrasta.

"A figura se impelia em sua direção de forma letal. Seus passos inaudíveis eram a certeza de que sua presença era indesejada."

O tempo pode ser seu maior aliado ou seu pior inimigo. Cabe apenas a você a escolha. Engana-se quem toma esta escolha por fácil, o simples. Ela não pode ser nem mesmo definitiva. Contudo, independente do como, o quem não modifica: tudo depende de si mesmo.

É o que Elisa precisa descobrir em sua jornada. Uma adolescente que passa por provações diárias em casa e na escola. Até que a Velha do Tempo lança um feitiço em nosso mundo e Elisa é obrigada a percorrer caminhos e vencer obstáculos no Mundo Reflexo para que o feitiço seja quebrado.

"Pensou em sua avó e nas brigas frequentes de seus pais, na violência e nas palavras cruéis proferidas. Na maior parte do tempo guardava aquelas memórias bem no fundo dentro da mente para nunca revisitá-las, mas em situações em que sua insegurança e um medo sufocante de que ninguém a amava ou se importava com ela a dominavam, todas as velhas histórias voltavam com força total."

O que ela não sabia era que a Velha do Tempo é uma conhecida muito antiga. E o desafio de vencê-la torna-se muito maior. Ou mais simples, depende do ponto de vista.


O conto tem aquele "quê" de RPG, de fábulas. Em cada provação, cada obstáculo que Elisa precisa superar no Mundo Reflexo, uma nova lição de vida é aprendida. É comum vermos personagens crescendo e amadurecendo em livros, aliás é o que todos desejamos. Todavia, em contos, por conta do seu formato rápido, de história curta, é praticamente impossível notar com clareza esse tipo de jogada literária.

"Tudo estava parado, como se tivesse congelado no tempo e no espaço. (...) Aquilo, definitivamente, não estava certo. Tinha certeza que a resposta encontrava-se na figura que vira pelo canto do olho no reflexo do espelho."

Mas... convenhamos, é a Luene! XD

Lu conseguiu nos mostrar o crescimento moral de Elisa após cada provação. Cada luta, cada briga, tinha um dever a cumprir, um ensinamento a entender e carregar. E sem esses, a luta com a Velha do Tempo não aconteceria.

Mais uma vez, Lu nos trouxe uma personagem fora dos padrões esperados. Elisa é jovem, negra, de classe média-baixa, com uma família cheia de problemas. Elisa é a pessoa que costumamos ignorar ou que encontramos como personagem terciário.

"A balbúrdia dos pássaros foi a primeira coisa que tomou consciência ao acordar. Contudo, não eram canários ou sabiás que cantavam melodias para um despertar calmo e amigável; eram corvos que crocitavam o prenúncio de uma realidade aterradora. Elisa não pertencia mais ao seu mundo."

O final foi o esperado, mas não o previsível. Complexo, não é? Só lendo para entender melhor.

Adorei a leitura e espero que em 2018 novos livros da Lu sejam lançados. Faço uma questão absurda de ajudar a divulgar. Merece!



Sobre a AUTORA:

L. L. Alves, nome artístico de Luene Langhammer Alves, é formada em Letras – Língua e Literaturas Inglesa pela Universidade Federal de Santa Catarina e escreve desde os 13 anos de idade, tendo produzido mais de dez livros e diversos contos. Começou a ter gosto pela leitura ao ler a famosa série Harry Potter e nunca mais parou de ser sugada pelos livros. Foi aos 13 anos de idade que concluiu seu primeiro romance, Mudanças, e descobriu que escrever era o que queria fazer pelo resto da vida. Em 2010 ficou deslumbrada com a ideia de uma saga e de um sonho inusitado surgiu Instituição para Jovens Prodígios, uma série de quatro volumes. Procurando aumentar seu estilo de escrita, a autora começou a escrever contos em 2014, do sobrenatural ao erótico. De um conto despretensioso chamado Desejo e devido ao apelo dos fãs, L. L. Alves escreveu seu oitavo livro: As GRANDES Aventuras de Daniella, trabalhando com uma protagonista acima do peso e suas buscas de autoconhecimento. Sempre lidando com temas delicados e que tiram o leitor de sua zona de conforto, publicou seu primeiro new adult que fala sobre depressão e suicídio, Sebo Fernandes, na Amazon depois do sucesso na plataforma Wattpad. L. L. Alves pretende continuar escrevendo cada vez mais livros intrigando o mundo com seus mistérios e fantasia, e nunca deixando a vontade de chegar à última página passar.

Obrigada mais uma vez, Lu! É sempre um prazer ler algo da sua autoria! Sempre torcendo por você!

Aos leitores, as últimas resenhas estão a caminho!

Até + ver!





Nuccia De Cicco é bióloga, Doutora em Bioquímica, escritora, poetisa, bailarina e blogueira. Carioca de paixão de Santa Teresa, é apaixonada por livros, seriados, tatuagens e lambidas caninas, além de ter uma queda saudável por cafajestes. Surda desde os 27 anos, é co-autora em nove antologias e publicou o livro “Pérolas da minha surdez”, uma obra sobre luta e força de vontade. Todas as suas facetas são mostradas no blog “As 1001 Nuccias”. Nele, a literatura impera!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja legal: aumente nosso ego deixando seu comentário!
Mas, ei! Cuidado aí! Sem comentários ofensivos!
Um imenso obrigado de todos nós!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...