menu

Destaques

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

13 [Na Cena do Crime] Resenha [Livro] - Não Fale Com Estranhos, Harlan Coben

Olá, pessoas! Tudo bem? 

Mais crimes aconteceram e mais vestígios do assassino foram deixados Na Cena do Crime

É hora de saber o que há em Não Fale com Estranhos, de Harlan Coben!


Eu sou a Priscila, a colaboradora armada! ;)


Não Fale com Estranhos
Autor: Harlan Coben
Editora: Arqueiro
Gênero: suspense / policial
Ano: 2016
304 p.

SINOPSE:
O estranho aparece do nada e, com poucas palavras, destrói o mundo de Adam Price. Sua identidade é desconhecida. Suas motivações são obscuras. Mas suas revelações são dolorosamente incontestáveis. Adam levava uma vida dos sonhos ao lado da esposa, Corinne, e dos dois filhos. Quando o estranho o aborda para contar um segredo estarrecedor sobre sua esposa, ele percebe a fragilidade do sonho que construiu: teria sido tudo uma grande mentira? Assombrado pela dúvida, Adam decide confrontar Corinne, e a imagem de perfeição que criou em torno dela começa a ruir. Ao investigar a história por conta própria, acaba se envolvendo num universo sombrio repleto de mentiras, chantagens e assassinatos. Intrigante e perturbador, Não Fale Com Estranhos é mais que um suspense de tirar o fôlego. É uma reflexão sobre o bem e o mal, o amor e o ódio, o certo e o errado, os segredos, as mentiras e suas consequências devastadoras.


Quando eu era criança, a minha mãe repetia incansavelmente a orientação: Não fale com estranhos. Hoje, repito a mesma coisa para minha filha. Acredito que todas as mães façam o mesmo. Menos a mãe do Adam Price. 

Adam é o personagem principal do livro Não Fale Com Estranhos, do meu autor favorito (um dos rsrsr) Harlan Coben. 

Se nossos amados personagens fossem pessoas reais e alguém procurasse no google uma imagem para associar a frase “homem de sucesso” apareceria a foto do Adam Price. Ele conquistou um lugar ao sol. Possuía um bom emprego, uma mulher linda que o amava, mesmo após tantos anos de convivência, dois filhos, um belo imóvel situado em uma área nobre. Seu filho mais velho tinha uma carreira promissora no Lacrosse. Uma vida confortável e tranquila. Pelo menos era isso que ela acreditava até dar ouvidos a um desconhecido.

"Por um momento ninguém disse nada, ninguém se mexeu. Seu mundo ameaçava ruir. Ele tentou se recompor, tentou dizer alguma coisa, mas não conseguiu articular muito bem as palavras."

Em alguns segundos e com poucas palavras o estranho conseguiu se não derrubar, certamente abalar, as estruturas do castelo. O estranho desenterrou algo que estava muito bem escondido. E a dúvida sobre a veracidade de tudo roerá Adam por dentro. E ele fará de tudo para encontrar a verdade, mesmo que isso custe o seu casamento.



A questão é que quando confrontada, Corinne pede um tempo e some. Evapora. 

Ai sim, Adam entra em uma caçada desenfreada e perigosa. A busca pela sua esposa.

"O que uma pessoa é capaz de fazer para proteger a própria família?"

Ah, quantos sentidos há em uma só frase...

Além da trama central, envolvendo o drama de Adam, Harlan também inseriu núcleos secundários absolutamente válidos para compreensão geral. E em determinado ponto as histórias se cruzam em um emaranhado complexo.

Harlan tem o dom de “humanizar” seus personagens, de um jeito que nos toca profundamente. Sentimos a dor, o sofrimento deles, é quase real. O enredo é muito inteligente, os crimes bem elaborados, a enxurrada de situações e pista é meticulosamente planejada para enlouquecer o leitor e fazê-lo virar as páginas de forma inconsciente. Confesso que elaborei uma teoria mirabolante a partir da metade da história e não sei se fiquei felicíssima ou arrasada por estar (mais ou menos) certa. O fato é que o final é surpreendente, emocionante, chocante.... 


Vamos combinar, é um livro do Harlan, não poderia esperar menos.

Para alegria geral da nação e principalmente de quem odeia livros em séries, que obviamente não são publicados na ordem por aqui, esse livro é único. 

A capa é bem bacana, se encaixa perfeitamente, a diagramação é bem simples e sem erros gritantes. 

Recomendadíssimo!




Sobre o AUTOR:

Harlan Coben foi o primeiro autor a vencer os três prêmios mais prestigiados da literatura policial nos EUA, o Edgar Award, o Shamus Award e o Anthony Award, encontrando-se actualmente traduzido em cerca de 37 línguas e contando com mais de 20 milhões de exemplares vendidos. A crítica, desde o New York Times, ao Wall Street Journal ou ao Le Monde, tem-lhe dispensado as mais elogiosas referências.


Espero que tenham gostado! 

Beijos e até a próxima!






Priscila Ferreira, pernambucana. Leitora compulsiva e amante do gênero policial, tem mania de ler a última página primeiro. Extremamente competitiva, decidiu cumprir um desafio e escrever um livro, seu primeiro Romance - Um Encontro Fatal. Atualmente mora em uma belíssima praia do litoral sul de Pernambuco com esposo e filha.


CONTATO >> priscillaufrpe@hotmail.com




13 comentários:

  1. Oi Pri, tudo bem??
    Eu tenho uma imensa vontade de conhecer a escrita do autor e fico bem envergonhada em falar isso, porque adoro essa temática, tenho um livro dele aqui e nada rs. Mas quero mudar isso este ano. Fiquei bem curiosa sobre esta trama, parece ser um suspense empolgante daqueles que dá até frio na barriga né rs... Adorei a sua resenha. Xero!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Diana!

      Corre mulher! Sugiro que comece por Não conte a ninguém, é de longe o meu favorito <3
      Mass todos os livros são excelentes, eu sou suspeita kkkk amo de paixão!
      Obrigada <3
      Beijos!

      Excluir
  2. Olá! Que bom que o autor inseriu núcleos secundários válidos, é chato quando a história secundária não casa bem com a central. Melhor ainda saber que vemos o lado "humanizado" do personagem de um jeito que toca profundamente, é muito bom pode sentir o personagem isso faz toda diferença em uma leitura. Não conhecia a o livro, sua resenha além de me apresentar me deixou curiosa. Beijos'

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dayane!

      Fico feliz que tenha gostado o/
      Eu amo quando os personagens secundários são bem inseridos na trama, e Harlan Coben faz isso brilhantemente em todos os títulos que assina.
      Leia e depois me conte o que acho ;)

      Beijocas!

      Excluir
  3. Olá!!

    Ainda não li nada desse autor, mas só escuto coisas boas sobre seus livros e morro de vontade de conhecer sua escrita. Bom essa história me chamou bastante atenção gosto de finais surpreendente, não sei se assim como vocês conseguiria me aproximar de algumas coisa, digamos que sou ruim de palpites (nunca acerto kkk). Sua resenha está muito boa, eu fiquei curiosa para ler essa história!!

    ResponderExcluir
  4. Oie!
    Adorei a sua resenha e fiquei muito curiosa para ler a obra, pois gosto muito de livros do tema. Acho muito legal esse livro ser único, pois eu faço parte do time que está cansado de ler séries. Essa obra parece intrigar demais o leitor e estou me perguntando tudo o que acontece.
    Claro que anotei a dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruna!
      Obrigada!
      Espero que goste e volte para me dizer o que acho ;)
      Beijos!

      Excluir
  5. Não fale com estranhos é uma frase clássica de todas (ou quase todas) as mães. Eu também ouvi muito isso da minha. Não conhecia o livro, mas já fiquei fascinada pela premissa. É bem o gênero que adoro devorar. Dica anotadíssima.

    Tatiana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ouvi muito isso da minha mãe kkkkk e repito para minha filha kkkkkkkk
      Leia! O livro é excelente! Depois me fale se eu não tenho razão ;)
      Beijos!

      Excluir
  6. Oii, tudo bem?

    Harlan Coben sabe como contar A, fazer você pensar B e no final te entregar C. E pior que tudo faz sentido. Ele é ótimo no que escreve. Li apenas Seis anos depois e quero muito ler outros livros dele. Já vou colocar esse na minha lista!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabrielly!

      Harlan é um mestre! Amo!
      Fico feliz que tenha curtido a resenha <3
      Beijos!

      Excluir
  7. Olá, tudo bem ?
    Apesar de ser um autor conhecido, nunca tive a oportunidade de ler nenhum livro dele. Vou colocar esse na minha lista, apesar de não curtir muito esse gênero de livro, a sua resenha despertou curiosidades em mim .

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thais!
      Tudo ótimo!
      Leia! O Harlan é brilhante, apesar de ser um livro policial, ele consegue deixar o texto leve, instigante e em algumas partes divertido.
      Para quem não tem hábito de ler livros policiais, indico o livro Quebra de Confiança, o primeiro da série Myron Bolitar, o livro é um lacre! Leve, romântico, curioso, instigante... enfim.. nem preciso dizer que sou apaixonada, né?
      beijos!

      Excluir

Seja legal: aumente nosso ego deixando seu comentário!
Mas, ei! Cuidado aí! Sem comentários ofensivos!
Um imenso obrigado de todos nós!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...