menu

Sorteios

terça-feira, 30 de agosto de 2016

2 Resenha [filme] - RIPD Agentes do Além

Olá, nucciamigos!

É um prazer imenso estar aqui com vocês, estrelando mais um film... Ah, não péra...!!!!!! Não é estrelando! É resenhando!!! XD

Vem que temos resenha da filme fresquinha! Nada como um evento olímpico para me permitir espairecer! 


Bora saber tudinho do filme R.I.P.D - Agentes do Além!


R.I.P.D. - Agentes do Além
Original: R.I.P.D.
Universal Pictures
Gênero: Ação, Aventura, Sobrenatural, Comédia
Ano: 2013
96 min.

Sinopse:
O policial Nick Walker (Reynolds) é morto por seu parceiro Bobby Hayes (Bacon) durante um tiroteio. Ao morrer, é selecionado para entrar em uma equipe de agentes já falecidos chamada R.I.P.D. (Rest in Peace Department). Agora junto a seu novo parceiro Roy Pulshiper (Brigdes), eles terão que impedir a abertura de um portão que permitirá a entrada de muitos fantasmas para este mundo. Nick e Roy, disfarçados de pessoas normais, terão que se virar para salvar a Terra.





Tem um tempo enorme que não trago uma resenha de filme pra vocês. Foram muitos eventos literários e outros tantos da Dança que me tomaram tempo e grana, impedindo assim que eu pudesse me esbaldar no cinema ou mesmo umas horinhas na frente da TV. Até que eu me estressei, dei um basta e tchan-rannnssss!!


R.I.P.D. - Agentes do Além é uma comédia cheia de ação com toques sobrenaturais. Baseado em uma revista em quadrinhos homônima, o roteiro foi escrito por Phil Hay e Matt Manfredi, dirigido por Robert Schwentke (o mesmo que dirigiu Insurgente em 2015) e estreou em 2013.

Nele, o protagonista é o policial Nick Walker. A primeira cena do filme é justamente a de um tiroteio em que Nick é morto propositalmente por seu parceiro Bobby Hayes por tentar devolver ao DP um artefato antigo todo em ouro que foi apreendido por eles.

Ao invés de ir direto para julgamento final, Nick vai parar na R.I.P.D. (sigla em inglês para Departamento Descanse em Paz), a delegacia do além, do purgatório. Lá, sob o comando da procuradora Mildred. Totalmente composta por policiais mortos em serviço, a R.I.P.D. tem a missão de capturar espíritos que se recusam a partir. Assim, vão apodrecendo por estarem longe do além, tornando-se maiores e mais violentos.

Só que, como não podia deixar de ser, Nick não pode trabalhar sozinho. E a doidínea da procuradora o põe pra ser parceiro do ex-caubói Roy, morto no século 19. Fato engraçado como boa parte do filme é que este Roy é uma caricatura de Rooster Cogburn, um personagem de Bravura Indômita (refilmagem de 2010), interpretado pelo mesmo ator.

Mildred e Roy tem os melhores diálogos do filme. São sempre frases de duplo efeito, capciosas. É bem divertido ver esses dois atores, grandes comediantes, trabalhando juntos.

Para caçar os fantasmas, Nick e Roy se disfarçam de vivos, e que disfarce! Ri muito com os avatares que eles usam e com as besteiras que tem de aguentar! A dupla está sempre brigando, discutindo, o que leva a algumas cenas engraçadas.


Tudo se complica quando Nick descobre que os artefatos de ouro, roubados com Hayes, fazem parte de um grande complô dos não-mortos para trazer todas as almas de volta à Terra. E pior: seu assassino e ex-parceiro parece estar envolvido nessa trama.

Segundo a crítica, é conhecido como "buddy movie": brigas entre dupla principal para produzir humor. Além disso, a crítica fez altas comparações desse filme com MIB. Ao invés de aliens, são fantasmas, mas armas doidas, vilões bizarros, informantes, e a louca corrida para salvar o mundo.

Os efeitos do filme são bacanas, as cenas de ação são bem eletrizantes. O filme teria funcionado melhor se o ator que interpreta Nick (Reynalds) soubesse mover melhor os músculos da face. Ele tem problemas sérios de expressão facial, gente, sorry...

Infelizmente, o filme não gerou o retorno esperado e foi considerado uma bomba de bilheteria. Eu assisti direto no canal FOX em uma dessas madrugadas insones e me diverti um pouco. É um filme diferente, em alguns pontos previsível, mas as cenas engraçadas conseguiram me distrair o suficiente.

Por fim, se você precisa de uma comédia leve para se distrair, esse filme é bem recomendado. Agora se você procura um filme mais cabeça, questionador, intrigante, passe longe!


ELENCO PRINCIPAL (Wikipedia):

Jeff Bridges como Roycephus "Roy" Pulsipher, um marechal dos Estados Unidos e ex-soldado americano da guerra civil soldado do Oeste Selvagem e diretor veterano da R.I.P.D.

Ryan Reynolds como Nick Walker, um sargento-detetive do Departamento de Polícia de Boston que é assassinado e se torna parceiro de Roy Pulsipher. 

Kevin Bacon como Bobby Hayes, um tenente detetive do Departamento de Polícia de Boston que está em conluio com os mortos. 

Mary-Louise Parker como Mildred Proctor, Chefe do Departamento de Polícia de Boston R.I.P.D.

Stephanie Szostak como Julia Walker, a esposa de Nick e viúva. 

James Hong como vovô Jerry Chen, 1º avatar de Nick.

Marisa Miller como Opal Pavlenko, avatar de Roy.



Trailer:


Espero que tenham gostado! É um filme divertido no fim das contas, vale a pena para se distrair!

Bom filme!

Até + ver!

2 comentários:

  1. Eu assisti o filme faz um tempinho já, achei bem divertido.

    Beijos
    Fran
    Achei e Rabisquei

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei divertido também. Para se distrair é ótimo!

      Excluir

Seja legal: aumente nosso ego deixando seu comentário!
Mas, ei! Cuidado aí! Sem comentários ofensivos!
Um imenso obrigado de todos nós!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...