sexta-feira, 13 de março de 2015

8 Resenha [filme] - 50 Tons de Cinza

Alou, minhas pessoas lindas e maravilhosas, tão fofinhas...

Exagerei? =D

A resenha de hoje é do tão falado, comentado e idolatrado filme 50 Tons de Cinza. O filme, baseado no livro de mesmo nome escrito por E. L. James e lançado aqui no Brasil pela Editora Intrínseca em 2012, estreou em fevereiro de 2015, um dia antes do Valentine's Day (vulgo Dia dos Namorados da cultura norte-americana).

SE VOCÊ É FÃ INCONDICIONAL, e ODEIA ler coisas desagradáveis sobre o livro e o filme, favor, SAIA desta página AGORA!.

Se você é uma pessoa TOLERANTE e aceita BEM críticas, boas ou ruins, sinta-se à vontade para continuar.

Dirigido por Sam Taylor-Johnson (de O Garoto de Liverpool) e roteirizado por Kelly Marcel (de Walt nos bastidores de Mary Poppings), e direitos comprados pela Universal Pictures e Focus Features, foi adaptado pela mesma dupla que fez A Rede Social, Michael De Luca e Dana Brunetti.

A sinopse, se não estou enganada, é a mesma do livro, cujo enredo me era desconhecido, uma vez que não li. Sim, senhores, não quis mesmo ler, achei a história muito apelativa e já explico o porquê.

Anastasia Steele (Dakota Johnson) é uma estudante de literatura de 21 anos, recatada e virgem. Uma dia ela deve entrevistar para o jornal da faculdade o poderoso magnata Christian Grey (Jamie Dornan). Nasce uma complexa relação entre ambos: com a descoberta amorosa e sexual, Anastasia conhece os prazeres do sadomasoquismo, tornando-se o objeto de submissão do sádico Grey.

P.S.: Ocasionalmente aparecerão spoilers; tentarei evitar, mas... E, com certeza há palavras de baixo calão, vulgo palavrões, sejam de diálogos do filme ou porque eu sou desbocada mesmo. Dane-se.

Partiu?

terça-feira, 10 de março de 2015

2 Resenha [livro] - Êxtase Mortal

Hey, pessoas!

Gostaria inicialmente de agradecer a todos que continuam acompanhando o blog, seja lendo, deixando comentários ou só dando uma espiada. O importante é divulgar curiosidades, opiniões... E meus textos!! XD

A resenha de hoje faz parte do Desafio Literário Skoob 2015. Para o mês de março, deveríamos resenhar um livro escrito por Mulher. Minha escolha foi bem aleatória, pois eu tenho vários livros de autoras a serem lidos.

Escolhi resenhar Êxtase Mortal, um livro que ganhei de Natal. É uma edição de bolso do tipo vira-vira, ou seja, tenho 2 livros em 1, lançada pela Edições BestBolso em 2012. O livro foi inicialmente publicado tendo J.D. Robb como autor (1996), mas posteriormente foi confirmado como pseudônimo de Nora Roberts, por isso se encaixa no tema de Março do DL.

A sinopse oficial segue logo aí abaixo:

*Livro do acervo pessoal do blogueiro*

No ano de 2058, a forma mais popular de entretenimento são os poderosos jogos de realidade virtual. Através deles, qualquer pessoa é capaz de ingressar facilmente em um mundo fantástico, repleto de prazeres e perigos. A vantagem é que não há riscos: é tudo uma grande brincadeira, uma mera simulação. Ou, pelo menos, era isso o que todos pensavam até um brilhante engenheiro aparecer morto. Eve Dallas descobre que essa morte é apenas uma das peças de um caso muito mais assustador do que aparenta.
Eve e Roarke estão em lua-de-mel. A tenente, porém, ainda não está habituada com as palavras “marido” e “esposa”. Para alguém que passou a vida inteira se relacionando com armas e perseguindo assassinos, o matrimônio é algo completamente novo. Porém, quando Eve já está começando a se acostumar em trocar o perigo pelo carinho, um misterioso crime volta a interferir em seu dia-a-dia. No mesmo hotel onde o casal está hospedado, um homem é encontrado enforcado em seu quarto – suicídio. O caso estaria encerrado se a morte não houvesse ocorrido enquanto o rapaz experimentava um novo jogo de realidade virtual: seu cadáver ostentava um sorriso de êxtase nos lábios… Com isso, a lua-de-mel fica para depois. Agora, a tenente Dallas precisará voltar às ruas para solucionar mais esse mistério.
Enquanto isso, as mortes continuam. Um grande advogado e um político controverso são as vítimas seguintes. Os três não apresentavam nenhuma ligação entre si, senão o estranho sorriso pós-morte e algo que a autópsia vem revelar: pequenas queimaduras no interior de seus cérebros. Seria apenas uma anomalia genética ou um método avançado de assassinato? Nessa investigação, Eve Dallas ingressa no fascinante mundo da realidade virtual e descobre que nem sempre é fácil distinguir a realidade da ilusão.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...