menu

Sorteios

quarta-feira, 27 de maio de 2015

0 [Nuccia em Prosa] - Conto "Cores Valiosas"

Olá, pessoas!!

Ano passado, participei de um Curso on-line de Escrita Criativa, do qual surgiram muitos frutos, digo, contos. Já postei alguns, como o "Só Sexo", "Olhos Assim", além de outros que não foram feitos neste curso. Vocês encontram todos os meus contos já publicados no blog AQUI.

Hoje, apresento "Cores Valiosas". Esse conto foi escrito com a intenção de descrever ao máximo uma cena, deixando ao leitor a liberdade de descobrir o local, o que se passava, quem eram os personagens. Mas, o mais importante era o narrador, que deveria ser do tipo 'narrador-câmera', daqueles que só observam, não fazem ideia do que se passa no lado psíquico e sentimental dos personagens.

Vamos ao conto? Boa leitura!

CORES VALIOSAS

Eram sete na mesma mesa; apenas um, o uniformizado, de pé. Os dedos tamborilavam ritmados, os olhos seguiam da esquerda para a direita. O mais gorducho roeu uma unha. O velhote ostentava um Rolex gigante e uma louraça de vestido azul-real. O mais jovem acendeu novo cigarro, logo após achatar uma guimba. A moça de cabelo roxo era a única imóvel. Ao redor, outras tantas mesas na mesma situação.

O senhor de uniforme se moveu, então. Abriu uma caixa novinha, mostrou o conteúdo a cada um, fez passar de mão em mão. Apontou para as verdes, de menor valor. Todos tinham que ‘pingar a mesa’. Só depois a coisa realmente começou. Pegou todas, misturou-as bem, distribuiu e aguardou.

O velhote sorria, o gorducho bufou. A moça de cabelo roxo ajeitou as suas e continuou imóvel. O fumante devolveu duas e pediu outras duas. Ninguém mais pediu nada. O senhor de uniforme, então, abriu os braços, mãos espalmadas sobre a mesa, aguardando. O velhote jogou três vermelhas, o fumante também. Um rapaz, usando casaco de tweed, colocou três vermelhas e uma azul. O gorducho abriu a boca, jogou as suas fora e saiu pisando duro. A moça de roxo, inexpressiva, fez exatamente igual ao do tweed. Depois dela, foi a vez de um senhor de terno cinza. Esse demorou, mas três vermelhas e uma azul foram para o centro da mesa. O velhote sorriu largamente e colocou a azul que faltava. O fumante, já no quarto ou quinto cigarro, também se levantou. Ao sair da mesa, fez um garçom apressado derrubar uma taça cheinha na louraça de azul. Um escândalo, lágrimas, e o velhote ficou só com o Rolex.

Nem isso desfez a atenção dos outros. Naquela mesa ali, ninguém falava. E, se falassem, seria quase impossível ouvir; as outras máquinas estavam próximas e ativas. Havia gente demais assistindo, uns encorajando, outros especulando, a maioria rindo alto, todos com suas taças, que não paravam de circular. Começava a segunda rodada, e agora eram só quatro na disputa.

O velhote se vingou dos restantes, colocando mais três azuis no centro da mesa e exibiu um sorriso presunçoso. O rapaz do tweed ergueu uma sobrancelha pro velhote, enquanto colocava as azuizinhas lá também. A moça de roxo, uma estátua, fez o mesmo. Mas o tal do terno demorou.

Olhou bem para o que tinha nas mãos, desviou seu olhar para tudo aquilo no centro da mesa, aquele amontoado de cores valiosas. Uns minutos se passaram, até que suspirou e olhou novamente para suas mãos. Começou a bater o indicador na mesa. Puxou a gravata, liberando espaço no pescoço. O tweed apreciava. O velhote, não. Quando o semblante do velhote começou a ficar vermelho, o uniformizado interferiu. “Decida-se logo, jovem, há tempo limite”. Então o rapaz de terno aceitou o jogo, e colocou as azuis lá também.

Todos, em pé e sentados, mexeram-se, inquietos. No entanto, quando chegou a hora de expor o resultado, fez-se silêncio tal que um alfinete caído pareceria uma explosão.

E, que coisa, foi a moça do cabelo roxo que levou tudo pra casa. Royal straight flush!

==========

Leia este e outros contos no meu perfil do Wattpad:


Espero que tenham gostado!

Até + ver!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja legal: aumente nosso ego deixando seu comentário!
Mas, ei! Cuidado aí! Sem comentários ofensivos!
Um imenso obrigado de todos nós!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...