menu

Sorteios

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

0 Resenha [livro] - Dezessete Luas

Oi pessoas!

Continuando com as resenhas de livros, trouxe hoje o segundo volume da Coleção "Beuatiful Creatures", Dezessete Luas (Beautiful Darkness).

Segue a Sinopse oficial:

*Livro do acervo pessoal do blogueiro*

Juntos, Ethan e Lena podem enfrentar qualquer coisa. Ao menos era assim que funcionava antes de Lena sofrer uma perda trágica e começar a se afastar, a guardar segredos que começam a testar o relacionamento dos dois. E agora que Ethan abriu os olhos para o lado negro de Gatlin, não há como voltar atrás. Assombrado por estranhas visões, Ethan vai se envolvendo cada vez com a história da cidade, com a sua história e, consequentemente, com o destino de Lena

Vou logo dizendo que ficou impossível fazer a resenha do 2º livro, sem soltar um spoiler do Volume 1. Portanto, se você não leu Dezesseis Luas, e odeia Spoiler, não vai gostar de ler esta resenha.

Vamos lá.

O amor de dois jovens apaixonados, ficar juntos para todo o sempre, todo aquele dilema continua parecendo impossível para Ethan Wate e Lena Duchannes.

No final do livro anterior, Lena eclipsou, desapareceu com a Décima Sexta Lua e não foi Invocada. Pra piorar a situação, sua mãe, a maior Conjuradora das Trevas da atualidade matou seu namorado. No desespero, Lena e Amma usam o Livro das Luas, aquele mesmo que deu origem à maldição da família Duchannes, e trazem Ethan de volta dos mortos. Não sem consequências: Macon Ravenwood, tio e tutor de Lena, morre no lugar de Ethan.

Estes fatos acabam por gerar uma culpa em Lena, fazendo com que ela pire de vez. É mais do que stress pós-traumático. É sombrio. Seus olhos, um verde e um dourado, agora estão completamente dourados. Ela se vinga dos cidadãos de Gatlin durante a Feira do Condado. Mas a Invocação ainda não aconteceu, depende da vontade. Qual é a vontade de Lena agora que tudo parece ter dado errado e que vê a morte do tio cada vez que olha nos olhos do namorado?


Ethan continua sendo o narrador da história. E, agora, passa a ter um papel bem maior na mesma, seu destino se entrelaçando com o de toda a família de Lena. A narrativa, a passagem de tempo, continua detalhadíssima e ‘lenta’. Lenta no sentido de que o tempo da história não se passa em anos, mas sim em dias, poucos meses. É coisa pacas para tão pouco tempo. Chegou a ficar cansativo e meio chato.

Um pouco mais sombrio do que o anterior, mas tudo ok, já que se trata de uma coleção de romances góticos. A história continua melosa, mas é relativamente bacana. Você acha que a introdução de personagens novos (como John Breed, o Incubus que pode andar ao Sol e Liv, a Guardiã em treinamento) vai apimentar a trama, gerando triângulos amorosos, só que nem tanto. Sim, são triângulos amorosos, na verdade, chegam a ser pentágonos amorosos, mas não esquentam. Lena se entende com John Breed num nível que nunca conseguiu com Ethan. Ethan encontra uma amizade profunda com Liv, sem os tormentos e choques na pele de seu namoro com Lena. Só que é chato tudo isso. Até aventura dos Mortais pelos Túneis Conjuradores a fim de encontrar a Lena fujona-psicopata é meio fraca. Você não se empolga tanto.

Enfim, eu sou chata com coleções, se eu começo, tenho que terminar. E, este é apenas o segundo livro.

Aiai...




Até + ver!

Nu.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja legal: aumente nosso ego deixando seu comentário!
Mas, ei! Cuidado aí! Sem comentários ofensivos!
Um imenso obrigado de todos nós!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...